You are currently viewing O que fazer primeiro quando um cliente solicita um orçamento para adequação da empresa à LGPD?

O que fazer primeiro quando um cliente solicita um orçamento para adequação da empresa à LGPD?

A vigência integral da LGPD prevista para 01/08/2021 já anuncia uma grande demanda das empresas em busca da adequação à Lei Geral de Proteção de Dados, contudo, é muito comum que alguns profissionais ainda não compreendam na prática o que devem fazer primeiro quando um cliente entra em contato solicitando um orçamento.

Por isso, hoje nós vamos falar sobre o que você deve fazer imediatamente quando um cliente solicitar um orçamento para adequação à LGPD.

A primeira coisa que nós aconselhamos que você faça quando um cliente entra em contato solicitando um orçamento para adequação à LGPD, é tentar conhecer ao máximo a empresa, ou seja, o segmento no qual se insere, quais as leis, decretos e regulamentos orientam as suas principais atividades, quais são as suas atividades e, principalmente, quais as operações de tratamento de dados pessoais ela realiza.

E por que você deve verificar previamente essas e outras questões?

Porque será com base nas informações sobre a empresa, em especial no seu nível de maturidade em relação à privacidade e proteção de dados, que você conseguirá estimar o número de horas que serão trabalhadas, aproximadamente e, assim, estimar os seus honorários para a implementação do Programa de Adequação à LGPD.

E de que forma você poderá levantar todas essas informações de modo assertivo?

Bom, nós sempre recomendamos que seja enviado um questionário para a empresa com algumas abordagens que ajudam muito no levantamento dessas informações. Por isso, quanto mais perguntas forem feitas à empresa, quanto mais você conhecer a realidade desta companhia, mais exato será o levantamento das horas a serem trabalhadas e mais assertivo será o seu orçamento final para este cliente.

A nossa consultoria trabalha com aproximadamente 50 questionamentos, pois entendemos que quanto mais completa essa abordagem, mais fácil será de estimar o orçamento ao cliente.

Para te ajudar nessa jornada inicial, listamos 10 questionamentos que você pode fazer ao seu potencial cliente:

1) Os gestores da empresa já compreendem a importância da adequação à LGPD? (Esse questionamento é importante, pois se não houver essa consciência a sua consultoria deverá apresentar um Workshop de Conscientização para a Alta Gestão);

2) Qual a principal atividade da  empresa? Razão Social? Nome  fantasia? (Informações relevantes para a compreensão da atividade da empresa pela consultoria);

3) A empresa realiza mais de uma atividade por CNPJ? (MUITO IMPORTANTE: se a empresa possuir um CNPJ e, por exemplo, possuir 3 (três) plataformas de venda online, site, aplicativo, etc., neste CNPJ, a adequação será por iniciativa, ou seja, por atividade e não por CNPJ);

4) Quais as leis e regulamentos que a empresa entende regulamentar as suas atividades? Ex: Anvisa, ANS, Embratur, ANAC, Lei do E-commerce, etc.. (Essas informações são de grande importância pois em muitos casos serão elas que determinarão o cronograma de retenção dos dados pessoais);

5) Qual o volume aproximado dos dados tratados? Considerar meios físicos e digitais. (Também é importante que a consultoria saiba o volume aproximado, uma vez que deverá constar no Data Breach – Plano de Resposta a Incidentes  – documento este que deve compor o Programa de Governança em Privacidade e Proteção de Dados);

6) Quantos colaboradores a empresa possui aproximadamente? (Dados relevantes para o verificar o volume de contratos a serem aditados, termos de confidencialidade e etc..);

7) A empresa já trabalhou a apresentação do tema LGPD e fez alguma campanha de conscientização sobre o assunto com seus colaboradores? (Isso influencia o orçamento, uma vez que caso não tenha havido nenhuma iniciativa nesse sentido, a consultoria deverá realizar um WorkShop de Apresentação do tema para os Colaboradores);

8) Quantas áreas a empresa possui? (É fundamental compreender a quantidade de áreas existentes na empresa, quanto mais áreas, maior será o projeto);

9) Quantos processos envolvendo o tratamento de dados pessoais estão envolvidos em cada uma dessas áreas? (Informação igualmente relevante para fins de orçamento);

10) A empresa dispõe de uma estrutura organizacional definida? (Quanto mais organizada estiver a empresa em relação à definição estratégica de seus processos, mais fácil será a implementação do Programa pela Consultoria, e isso influenciará no valor final do orçamento).

Já está inscrito na nossa news? Aproveita e já te inscreve no link abaixo para receber diversos conteúdos como este e todas as novidades sobre a LGPD:

https://www.implementandoalgpd.com.br/cadastro/

Deixe um comentário